Nossa história.

A Sá existe desde o início dos anos 2000. Começou da forma clássica da época, contratando títulos em feiras no exterior ou com agentes literários, traduzindo e colocando no mercado de livrarias. Fez vários best-sellers, inesquecíveis para leitores e livreiros, que saem até hoje, como Curar: o stress, a depressão e a ansiedade, sem medicamento nem psicanálise, O atentado, De moto pela América do Sul (diário de viagem de Ernesto Che Guevara), apostando na inovação de ideias e na aproximação com a informação e o jornalismo. Fomos capa de vários jornais com nossos livros, trouxemos vários autores do exterior ao Brasil, publicamos o primeiro livro traduzido direto do turco para o português. Audaciosos, fomos também dos primeiro a converter  títulos para e-books. Apostamos que qualquer maneira de ler vale a pena e hoje temos um catálogo que mescla impressos, e-books e audiobooks.Aprendemos tanto de produção quanto de mercado, e para um país onde livro é luxo e autor não sobrevive só de livro.

 

 

 

Nosso compromisso

Livros comprometidos com a cultura e a ética. Livros que apresentam alto padrão editorial. Publicar títulos selecionados que apresentem novas visões de mundo ou clássicos que possam ser lidos sempre, pois sempre podem ser lidos de várias maneiras — ou em vários momentos da história — sob novos ângulos.

Queremos contribuir tanto para a inovação quanto para a manutenção de bons modelos e práticas de mercado. Participar como um elo forte da corrente de edição e produção do livro no Brasil. 

Em suma: publicar e contribuir para a publicação de livros,  apostar na Cultura e na Liberdade fazem parte de nossa postura a favor da Democracia e da igualdade social. 

Sá Agenciamento Literário - Sá Literary Agency

Eliana Sá é a responsável pelo agenciamento literário. Publisher  da Sá Editora, é também jornalista e autora de livros infantis.
Há mais de 40 anos trabalhando com livros; responsável pela área de livros da Editora Globo entre os anos de 1989 e 2000, levou à frente as Obras Completas de Jorge Luis Borges,  A Comédia Humana, de Balzac, Oswald de Andrade, Machado de Assis, Erico Verissimo, Mario Quintana, entre outros grandes nomes da literatura universal. Também trabalhou como editora de autores jornalistas, como Luiz Maklouff Carvalho, Flávio Tavares, Caco Barcellos. 
Abriu a Sá em dezembro de 2000; publicou nomes como Yasmina Khadra, Ernesto Che Guevara, David Servan-Schreiber, Leilah Assumpção, Horace McCoy.